Share |

Artigos

 et al.

Nas vésperas da discussão no Parlamento das propostas de alteração ao Código do Trabalho, o Bloco promove uma sessão pública aberta para uma análise sobre o que mudou, o que não mudou e o que precisa de mudar no mundo do trabalho em Portugal. No combate à precariedade, na valorização do salário, na reconstrução da contratação coletiva, na reversão dos cortes da troika e na distribuição do emprego, qual o significado das propostas do Governo e quais as propostas mobilizadoras à Esquerda para afirmar a justiça e a dignidade no trabalho?

 et al.

No dia 21 de abril de 2018 decorreram as eleições para a Coordenadora Distrital de Lisboa.  Participaram no ato eleitoral um total de 350 aderentes do Bloco de Esquerda, tendo-se registado 334 votos na lista A, 14 brancos e 2 nulos.

 et al.

As eleições para a nova Comissão Coordenadora Distrital de Lisboa, bem como de várias Comissões Coordenadoras Concelhias do distrito, realizam-se no próximo dia 21 de abril. As listas que se apresentaram a cada um dos órgãos e as respectivas moções estão disponíveis aqui.

 et al.

No fim de semana de 28 e 29 de abril o Bloco de Esquerda organiza o seu “I Encontro de Trabalho Local”, em Vila Franca de Xira. Este encontro tem como principal objetivo esclarecer as principais dúvidas dos e das autarcas e discutir temas prioritários na intervenção autárquica.

 et al.

A plataforma Precários do Estado quer saber quantas autarquias pretendem abrir o processo de regularização dos vínculos precários. Assembleias municipais de Alenquer e Loures aprovaram recomendações para dar início às regularizações.

 et al.

O Bloco de Esquerda promove esta semana duas sessões públicas com o jornalista grego Argiris Panagopoulos, do diário do Syriza. Alfredo Barroso, José Neves e Ana Luísa Amaral são outros dos intervienientes.

 et al.

O coordenador do Bloco de Esquerda declarou este domingo que “em 2015, os portugueses vão voltar a pagar mais impostos” e anunciou que o Bloco vai votar contra o OE/2015 apontando-lhe “sete pecados capitais” e salientando que “beneficia os lucros das grandes empresas”, “prejudica todos os que vivem dos rendimentos do seu trabalho” e “esquece os mais pobres”

 et al.

Revista Sábado revela que DCIAP está a investigar pagamentos de 5 mil euros por mês recebidos pelo então deputado Pedro Passos Coelho entre 1995 e 1999, período em que era deputado com exclusividade de funções, violando assim o estatuto dos deputados. Esse valor não terá sido declarado às Finanças.

 et al.

Proposta apresentada pelos economistas Ricardo Cabral, Francisco Louçã, Eugénia Pires e Pedro Nuno Santos define um roteiro concreto para a redução de 149 mil milhões da dívida pública e de 100,7 mil milhões de redução do passivo dos bancos, através de um processo de resolução bancária sistémica. Objetivo é garantir o autofinanciamento futuro da economia nacional.Proposta apresentada pelos economistas Ricardo Cabral, Francisco Louçã, Eugénia Pires e Pedro Nuno Santos define um roteiro concreto para a redução de 149 mil milhões da dívida pública e de 100,7 mil milhões de redução do passivo dos bancos, através de um processo de resolução bancária sistémica. Objetivo é garantir o autofinanciamento futuro da economia nacional.